segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O sexo na visão Protestante, Católica e SUD

Católica => A visão mais tradicional associa o sexo com o pecado original, o desejo de Adão e Eva de participarem deste pecado levou a introdução do sexo em nosso mundo. Se não houvessem cedido a este pecado todos nós estaríamos vivendo até hoje no Paraíso .
Nesta visão o sexo é visto apenas como um mal necessário à perpetuação da espécie, seres realmente espirituais não sucumbem a esta tentação.
Neste sentido todos os grandes Santos Bíblicos, Pedro, Maria, José, os apóstolos, etc. seriam todos celibatários, abriram mão do direito de formarem famílias para serem inteiramente puros (não se contaminaram com o pecado original) e se dedicaram exclusivamente à Igreja e edificação do Reino de Deus.

Protestante => A visão do pecado original é bem menos explícita, entendem apenas que o relacionamento sexual é uma condição temporária para nós mortais perpetuarmos nossa espécie, porém nada parecido existirá no além. Nesta visão Deus e seus anjos são seres assexuados.

Uma blasfêmia para quem vê Jesus como o próprio Deus encarnado, e que sua mortalidade não retiraria sua condição divina.
Os católicos colocam Maria quase na mesma condição de Cristo, como co-redentora e como co-mediatriz ente Deus e os homens. O simples pensamento protestante dela casada com São José, gerando outros irmãos para Cristo é visto igualmente como pura blasfêmia.

SUD
=> Na visão SUD não existe o pecado original, a formação de famílias é inclusive um imperativo para nós tornarmos mais próximos de Deus. Nesta visão o Reino Celestial é formado por famílias e os deuses do mais alto reino de Glória terão a oportunidade... de gerar filhos espirituais e assim gerar um novo ciclo eterno de pré-mortalidade, mortalidade, ressurreição e julgamento.
Apesar de nada estar revelado nas escrituras SUD em como será realizada a geração de filhos espirituais, assume-se que este privilégio somente será concedido àqueles que corretamente usaram o dom de gerar filhos terrenos em sua mortalidade. Aqueles que abusaram deste dom, o usaram não para a união com seu cônjuge e formação e criação e formação de sua família, mas apenas para atenderem seus desejos e paixões, perderão este dom no porvir, tornando-se, aí sim, seres assexuados.

Resumindo, enquanto na visão católica sexo é apenas um privilégio inferior ao celibato, e na visão protestante sexo é apenas um privilégio mortal, na visão SUD o relacionamento sexual é um privilégio de deuses que somente será concedido a quem realmente se mostrou digno deste dom na provação mortal.

Ou seja, sexo é tão sagrado na visão SUD que até mesmo a frivolidade com que este tema é tratado em jornais, revistas, internet, etc. é que é considerado uma blasfêmia. Este dom foi concedido por Deus com a função teleológica da formação da vida e de famílias. Quando esta teleologia (não confunda com teologia) é esquecida ou ignorada em detrimento exclusivo da obtenção de prazer, inverte-se o propósito do dom divino e o que antes era divino passa a ser satânico, i.e., exatamente indo na direção oposta aos propósitos de Deus.

Marcelo Silva

Texto tópico de discussão inserido no Mórmon Thought

Posted by Picasa

3 comentários:

Elisabete disse...

Olá parabéns pelo blog, adorei, já virei seguidora, um abraço...

Anónimo disse...

Sou protestante e gostaria de esclarecer um mau entendido nesse post:
Nós não cremos que o sexo é apenas destinado à procriação, o sexo dentro do casamento é abençoado por Deus. Nós somos sim contra o sexo fora do casamento e contra o homossexualismo.
Seria melhor se inteirar bem sobre as crençãs dos outros antes de falar.

Anónimo disse...

Sou sud e quero saber se existe algum aconselhamento de coisas que podem ou nbão ser feitas na relação sexual e se existe alguma literatura da igreja sobre esse fim destinada somente aos casais casados.